Dislexia

 

 

 

A Dislexia é um transtorno de aprendizagem na área da leitura e escrita. Ela não é um resultado de desatenção, preguiça, baixa inteligência ou condição socioeconômica. Ela é hereditária e apresenta alterações neurológicas. Os disléxicos encontram dificuldades no modo de correr os olhos, no ato de ler… As palavras em mudança de foco são vistas como se estivessem borradas, o que dificulta a discriminação das letras e a formação das palavras.

Dislexia

Visto que, a dislexia é genética e hereditária, é necessário verificar se a criança tem pais ou outros familiares disléxicos, pois quanto mais cedo diagnosticar o transtorno, melhor será para a criança e a escola em fase de alfabetização, que poderá orientar pais e professores no processo de aprendizagem do aluno.

A importância da dislexia ser diagnosticada por uma equipe multidisciplinar, oferece maiores condições de um acompanhamento mais eficaz das dificuldades  após o resultado, direcionando-o as especificidades de cada sujeito, levando a  intervenções mais concretas e objetivas.

Na fase escolar já começam a aparecer alguns sinais, como: fraco desenvolvimento da atenção, dificuldade em aprender rimas e canções, atraso no desenvolvimento da fala, dificuldade em copiar os textos de livros e lousas, gravar sequências, memória de curto prazo, problemas com esquema corporal, lateralidade e coordenação motora, comportamentais: depressão e timidez.  Na fase adulta, se não foi tratado quando criança, poderá apresentar estes sintomas seguidos de aspectos emocionais como: envolvimento com o álcool, ansiedade e dificuldade de relacionamentos.

 

Mesmo apresentando alguns destes sintomas não significa que a pessoa seja disléxica, pois existem outros fatores a serem observados. Os mesmos sintomas podem indicar outros transtornos ou situações. O importante é buscar uma orientação diagnóstica com uma equipe multidisciplinar especializada formada por psicólogos, psicopedagogos, fonoaudiólogos que realizarão uma investigação e irão verificar a necessidade de um acompanhamento com outros especialistas, conforme o caso.

 

Após a confirmação do diagnóstico, o sujeito será acompanhado e orientado, e os resultados poderão aparecer de uma forma mais consistente e contínua cuja troca de informações e esclarecimentos, irão ajudar em todo o processo.

Luciana Rangel

 

SAIBA MAIS:

Nossa Equipe

Saiba o que faz um Psicopedagogo

Em Destaque

Sintomas do TDAH

Bate-Papo Online

Cursos Online

Palestras Online

Cadastre-se

Contato

Sites com temas relacionados

Google+

Visit Us On FacebookVisit Us On TwitterVisit Us On YoutubeVisit Us On Google Plus